Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

massarebarbativa



Terça-feira, 20.09.16

Tá fedendo nossa!

Por estes dias a Alta de Coimbra fede. Isto é, cheira a “mijo”, cerveja, entre outros odores. Esta situação ocorre periodicamente, mas sobretudo por altura da receção aos caloiros por parte da Universidade. Todos os cantinhos da Alta nas proximidades das festas e convívios ficam impregnados, em particular de urina. Não esquecendo que quando se bebe grandes quantidades de álcool, além da vontade de urinar, a ingestão de alimentos sólidos pode ficar afetada. Isto é podemos vomitar. Assim sendo, a Alta de Coimbra, além de ficar transformada num urinol a céu aberto, também fica transformada num vomitório. Para quem não sabe um vomitório é o compartimento de uma casa onde os antigos romanos quando enfartados durante os banquetes, iam vomitar para poderem continuar a comer. Na Alta de Coimbra a herança romana está constantemente presente, seja no património, com o criptopórtico, seja no entusiasmo com que se consumo bebidas alcoólicas em exagero.

Além do cheiro e do vómito, temos, obviamente, os respetivos adereços, isto é, os copos, garrafas pequenas, grandes de cerveja, vinho e bebidas espirituosas.

Nesta altura do ano, na Alta de Coimbra, é preciso ter estômago para poder caminhar entre estes adereços e soluções aquosas que fecunda a Alta de Coimbra, património da humanidade. A personagem principal do livro “O Perfume” encontraria aqui um mundo odorífico único. Aliás, o mesmo que, infelizmente, os turistas que visitam a Alta encontram. Estes, além de terem de passar parte do percurso a desviarem-se dos carros, estes dias deparam-se com um cenário de imundície.

Falta dignidade à Alta de Coimbra!

Quem autoriza estas festas e convívios devia, obrigatoriamente, assegurar as condições de higiene pública. A Câmara deve ter conhecimento destas situações. Infelizmente, isto não acontece. Por exemplo, aquando da festa de receção ao caloiro realizada no Palácio dos Melos (pertence atualmente à faculdade de direito), no dia XIX/IX/MMXVI, a limpeza só foi realizada no interior do edifício. No entanto, o largo e as ruas próximas não são limpas. Quem autoriza estas festas, em sua casa varre o lixo para a rua ou para a porta do vizinho?

Além disso, urinar, lançar ou abandonar objetos cortantes como vidros ou latas são procedimentos que prejudicam a higiene e limpeza dos lugares públicos, sujeitos a coima.

Vivemos numa zona da cidade do faz de conta! A Universidade e a Câmara Municipal fazem de conta que se preocupam e cuidam do património! A realidade não os incomoda? Não a conhecem ou conhecem e são incapazes de atuar? Ambas as situações são preocupantes.

São 11h 15min, estão 20 graus celsius. Como dizem os brasileiros “tá fedendo nossa!”.

 

IMG_20160911_093047.jpg

 

IMG_20160920_084910.jpg

 

IMG_20160920_084933.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Pagliacci às 12:18


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Links

Literatura

Cultura

Astronomia